Estou mesmo contente

E ao segundo dia... Já estou farta de sushi. Hoje de manhã acordei com o telefone a tocar. Era de uma agência de emprego. Marcaram-me uma entrevista para as 16:30. Saí do trabalho a correr ás 15h porque a empresa em questão fica bem longe do centro. Por pouco não cheguei atrasada. Chegada ao fim do mundo tinha uma mensagem no Voicemail do senhor da agência de emprego a pedir para lhe ligar. Liguei e ele disse que era só para saber se eu tinha conseguido chegar a horas, desejou-me boa sorte e pediu para lhe ligar no final da entrevista. Entrei na empresa que fica no meio de uma zona residencial onde não há uma única loja à vista e sou recebida pela recepcionista mais simpática que já conheci. Ofereceu-me bebidas, eu aceitei uma água porque estava quase a morrer de sede. Falou um bocado comigo, perguntou-me se eu estava nervosa. Eu disse que não. E não estava mesmo. A minha única preocupação era não encontrar o sítio e isso já estava resolvido. Passado algum tempo aparece uma senhora loira com ar de miúda muito alegre. E lá seguimos até uma sala pequena para a entrevista. Falámos um bocado, ela perguntou-me se eu estava contente com o trabalho que eles ofereciam, eu disse que sim e depois combinámos que eu começava na sexta-feira. Vou ter um horário de gente normal e folga aos fins de semana. O trabalho consiste basicamente em introdução de dados em folhas de excel e em atender clientes com pedidos de peças para aviões. Depois da entrevista liguei para o senhor da agência e disse que começava a trabalhar na sexta-feira. Ele deu-me os parabéns, explicou-me como funcionavam as coisas e disse que me enviava o contrato amanhã. Passei o resto da tarde com a minha tia e com a minha prima na conversa enquanto bebia um chá com leite e comia umas madalenas. Para quem não teve paciência de ler tudo. Começo um novo trabalho na sexta-feira! Se querem saber mais pormenores, leiam o texto todo.

Etiquetas: