domingo, 20 de junho de 2010

A minha querida chefe

Nao sei se já tinha aqui escrito mas nao morro de amores pela minha chefe e para mal dos meus pecados ela também está a trabalhar no mesmo sitio que eu e continuo a ter que reportar a ela. 

Ela é capaz de ter um computador a frente e ligar-me para eu abrir um site e ver se as promocoes estao correctas, é capaz de perguntar a Renata no meio de uma reuniao se ela agora nao compreende ingles, é capaz de ser arrogante com alguns membros da equipa porque estes nao sao do mesmo país que ela, é capaz de pedir que os relatórios sejam enviados por sms ás 9 e tal da noite e acha que um supervisor para 40 agentes é mais do que suficiente.

Por estas e outras razoes continuo a adorar trabalhar com ela. Sempre que possível adopto a estratégia de dizer que sim a tudo e no fim fazer as coisas a minha maneira.

Valem-me os meus colegas que sao quase todos uns queridos. Valem-me as personagens que me fazem rir logo de manha quando me pedem para considerar as horas e os dias a que servem refeicoes lá na empresa  quando faco a rota porque querem comer lá pelo menos uma vez por semana. Aqueles que me fazem café, que me dao chocolates e os que me trazem o pequeno-almoco e ás vezes até o almoco.

sábado, 19 de junho de 2010

Caes nos transportes

É engracado reparar na reaccao das pessoas quando se deparam com um cao no metro. Hoje era um pit bull que impunha algum respeito mas foi engracado que a maioria das pessoas nao se mostrou minimamente incomodada. Tendo alguns até sofrido de um valente ataque de lambidelas, eu incluída.

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Away

Ando aqui a negligenciar o meu cantinho. Eu sei que é uma vergonha. Mas quando nao estou a trabalhar estou a tentar apanhar um bocado de Sol ou a nao fazer nenhum. Nao há assim grande coisa para vir aqui escrever.

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Mais trabalho

A empresa para a qual trabalho agora nao é grande coisa e há pessoas de outros departamentos que teimam em meter-se onde nao sao chamadas mas estou a adorar o trabalho que estou a fazer. Mesmo que nao fique lá por muito tempo já valeu pela experiencia. Agora é continuar a fazer o melhor que sei e ver se nao deixo outras pessoas interferirem muito com o meu estado de espirito para conseguir ser feliz a tempo inteiro.

Entretanto estou em contagem descrescente para mais umas férias em Portugal.

domingo, 13 de junho de 2010

Trabalhar ao Domingo

Levantei-me ás 5 e meia da manha para ir trabalhar. Demorei 2 horas a chegar porque parece que nao é suposto as pessoas trabalharem ao Domingo e o metro só abre ás 7. É suposto é ainda haverem autocarros nocturnos a circular cheios de pessoas bebedas a caminho de casa. E também existirem alguns problemas com os primeiros metros do dia.

Fora a aventura que foi a viagem para o trabalho o dia até foi calmo. Trabalhei muito, conversei, ri-me e acabei por fazer horas extras de borla com muito gosto. Soube bem almocar com outro supervisor e conhece-lo um pouco melhor, oferecerem-me bebidas e bolo de cenoura, poder dar um jeitinho quando me pediram para mudar a rota e rir-me com alguns agentes que apesar da quantidade de chamadas nao perdem a boa disposicao.

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Vida de supervisora

Este novo emprego deixa-me de rastos e rouba-me tempo demais mas ao menos tem alguma accao e até tenho meninos mimados a fazerem queixinhas e birra comigo porque nao gostam da rota. Se eles soubessem o quao preocupada eu fico por eles serem primos ou sobrinhos ou o diabo a quatro dos donos daquela porcaria ficavam mas era quietos no lugar deles. 

Tenho posto em prática algumas coisas que aprendi com alguns supervisores na Vodafone e no meio de tanto stress ás vezes ainda me consigo divertir que isto de ter algum poder também tem a sua piada. Agora percebo que isto de gerir pessoas nao é tarefa fácil mas também há algumas pessoas que sao espectaculares, me facilitam a vida e me fazem ficar bem disposta.

quinta-feira, 10 de junho de 2010

O meu dia de anos

Por volta da meia-noite acordei com uma caixa de cartao nas maos onde estava escondida a minha prenda de anos no meio de muito papel vermelho. Lá encontrei uma caixa do meu perfume e uns beijinhos depois já estava a dormir outra vez.

Acordei relativamente tarde. Demorei séculos a escolher o que ia vestir e acabei por nao vestir nada muito diferente por estar de chuva. Fui almocar ao Wagamama no shopping ao lado de casa com o meu namorado e depois fui gastar dinheiro em roupa. Voltei para casa com um vestido, umas sandálias, uma t-shirt, umas pulseiras coloridas e um bolo de anos. 
Encontrámo-nos com a Ines em totenham court road e depois seguimos para o Nando's de Soho onde a G. e o D. já estavam a nossa espera na mesma mesa do ano passado. O jantar estava muito bom e o vinho que escolhemos também nao era nada mau. A meio do jantar chegou mais um amigo meu e a namorada. Pouco tempo depois trouxeram o bolo para a mesa com as velas acesas e dois empregados a cantarem os parabéns. Foi um momento engracado. O bolo era muito bom e nao sobrou nada. Bebemos mais uma garrafa de vinho entre todos e depois fomos até ao Barrio Central onde bebemos umas Coronas e conversámos mais um bocado. Como hoje é dia de trabalho para quase todos acabámos por voltar para casa ainda de metro.

Foram mais uns anos muito bem passados aqui por Londres!

terça-feira, 8 de junho de 2010

Sorte

Que bom que é chegar a casa depois de um dia muito dificil no trabalho e ter um jantar delicioso a espera e muitos mimos!

Ontem foi assim.

domingo, 6 de junho de 2010

Equacao

Trabalho, trabalho e mais trabalho + família por Londres + concerto de RATM = muito pouco tempo para vir aqui escrever.