quarta-feira, 23 de abril de 2014

MIA

Quase um mes sem vir aqui escrever. Tenho andado sem grande vontade de vir aqui partilhar seja o que for porque nao há grandes novidades e porque ando entretida com o trabalho novo e com a minha vida social que tem sido mais animada do que o que era costume.
 
Há uns dias descobri que nao era a favorita para o emprego que consegui, a modos que já tinham escolhido o meu colega para ficar com a posicao mas a minha entrevista surpreendeu e acabaram por me contratar a mim. Sabe sempre bem saber estas coisas.
 
Quanto a vida social as saídas acontecem pelo menos uma vez por semana e até comprei bilhetes para uma festa num barco organizada por um colega. A festa é na semana dos meus anos. Isto num mes em que vamos a Amesterdao e a Ibiza.
 
Na semana que vem vamos ter visitas cá em casa. O tempo passa a voar. Parece que foi ontem que eles compraram a viagem para Londres. Mal posso esperar! E pouco depois voamos para Portugal para uma visita rápida de quatro dias.
 
Nao me posso queixar de ter uma vida aborrecida. Maio e Junho prometem ser meses bem animados!

quinta-feira, 27 de março de 2014

Idas ao Pub

Lembro-me de no inicio me sentir deslocada e mais no papel de espectadora que outra coisa quando ia sair com os meus colegas. Demoro algum tempo a perder a timidez com "estranhos". Nessa altura acabava por ir para casa relativamente cedo.
 
Passados quase dois anos sinto-me em casa. As idas ao pub sao diferentes. Tenho o meu grupo de amigos com quem partilho as cusquices e outras parvoices do dia a dia. Divertimo-nos juntos e tomamos conta uns dos outros para que todos cheguem a casa inteiros. Conheco quase toda a gente no pub, até o DJ que trabalha noutro departamento. Muito raramente chego a casa a horas de jantar.
 
Amanha é Sexta-feira, dia de receber, há aniversários e colegas que foram promovidos. Promete ser uma noite animada. 

terça-feira, 25 de março de 2014

Trabalho Novo - Ponto da Situacao

O trabalho novo está a correr super bem. Há muito que fazer mas nao há pressao nenhuma e o ambiente na equipa é excelente. Passamos os dias na galhofa enquanto se trabalha. E há tempo para olhar para o que fazemos com olhos de ver em vez de ser tudo a despachar. Nao me vejo a voltar a atender chamadas de clientes o dia todo.

segunda-feira, 10 de março de 2014

Amesterdão

Prenda de anos comprada! Nada melhor do que passar o meu aniversário com amigos. Mal posso esperar por ficar mais velha. Isto de nao ter os amigos por perto dá um apertozinho no peito de vez em quando mas ao menos faz-nos viajar para sitios novos.

sábado, 8 de março de 2014

Seis Anos em Londres

Fez no dia 4 deste mes seis anos que nos mudámos para Londres. O tempo passa tao rápido. Sinto-me em casa aqui. Esta cidade ofereceu-me a independencia que procurava, experiencias novas, a possibilidade de viajar mais e de fazer amigos novos. A pergunta sobre se queremos ou quando pensamos voltar para Portugal já raramente surge nas conversas com familia e amigos.

segunda-feira, 3 de março de 2014

Primeiro Dia na Segunda Linha

Depois de um fim de semana passado em casa a recuperar das maldades que fiz ao meu corpinho na Sexta a noite lá chegou a hora do meu primeiro dia no cargo novo.
 
Trabalhei mais uma hora do que é costume mas o dia passou a voar! Todos me receberam super bem e estou a adorar o ambiente na equipa e o trabalho em si. Estranho nao estar sempre a olhar para as horas para ver se ainda falta muito para ir para casa.

sábado, 1 de março de 2014

Apoio ao Cliente No More

Nem acredito que por agora se acabaram os dias no apoio ao cliente. Foi um dia cheio de chamadas mas com muita boa disposicao (pelo menos da minha parte). Depois do trabalho fomos até ao pub e acabámos a noite em Camden a dancar.
 
Estou prontissima para mais uma etapa da minha vida por Londres.

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Falta só mais um!

Mais um dia no apoio ao cliente, só mais um! O tempo tem custado a passar e esta semana até tirei um dia de férias para descansar já que só tive mesmo o Domingo de folga. Vai ser uma maravilha nao ter de trabalhar ao Sábado.
 
Hoje foi-me comunicado o novo salário, fui ver onde me vou sentar e saber como vao funcionar as coisas no inicio da próxima semana. Nao vejo a hora de comecar.

domingo, 23 de fevereiro de 2014

Ibiza Countdown

Faltam 4 meses para Ibiza! Voos comprados e estadias marcadas. Os primeiros dias ficamos no centro, depois duas noites em Formentera e os últimos dias mais a Norte. Vai ficar mais caro do que o previsto já que nao tinha bem a nocao dos precos de Ibiza (e Formentera tem precos ainda mais altos) mas tenho a certeza que vao ser mais umas férias em grande.

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Pagar Contas - Água

Esta é daquelas contas que ainda nao domino muito bem porque só enviam a factura de 6 em 6 meses e ainda só recebi uma. Há casas com e sem contadores. Eu tenho contador da água mas como é na rua e no chao é super dificil de ler o que quer dizer que tenho que esperar que o venham ler para ter a factura ajustada consoante o que usamos. Agora pago £15 por mes que foi o que sugeriram. Vamos lá ver se nao tenho uma surpresa desagradável quando vier a próxima conta. Para encontrarem quem fornece água na vossa zona cliquem aqui.  
 
 

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Pagar Contas - Internet / Telefone

Internet, essa coisa que é hoje em dia considerada um bem essencial. Aqui há muito por onde escolher mas o leque de escolha vai depender da zona porque nem todas as opcoes estao disponiveis em todo o País. As empresas mais populares sao a Virgin (com a possibilidade de nao se instalar linha telefónica), a BT, TalkTalk (a opcao "low cost") e Sky. Eu tenho telefone e internet pela empresa onde trabalho, a velocidade nao é grande coisa mas o preco é bem razoável (cerca de £20 por mes). Convém ler com atencao as condicoes do servico e os termos do contrato. E nao vale a pena comparar as velocidades que se conseguem aqui com as de Portugal porque o Reino Unido está um tanto ou quanto atrasado nesse aspecto.

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Pagar Contas - Council Tax

Esta é uma das grandes despesas mensais para quem vive em Londres. O valor varia consoante a zona e o valor da casa. Há alguns descontos disponiveis para diversas circunstancias, o mais comum é o desconto de 25% para quem vive sozinho. Para tratar de pagar o Council Tax o melhor é ir ao site do respectivo council procurar informacao de como o fazer. O pagamento é em geral feito em 10 prestacoes e a forma mais fácil de pagar é por débito directo. Mais informacao aqui.
 
 

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Pagar Contas - Gás e Luz

Existem algumas empresas de gás e luz no Reino Unido por isso há muito por onde escolher. Eu trabalho numa dessas empresas e tenho desconto o que faz com que ao final do mes nao custe tanto. Existem também vários sites onde podem comparar precos. A transferencia de servicos entre empresas demora 4 a 6 semanas e desde que nao haja um contrato em vigor ou nao devam dinheiro podem mudar a vontade.
 
Convém terem em atencao o preco da unidade, o preco diário fixo e a vossa utilizacao anual quando comparam precos. Regra geral sai mais barato pagar por débito directo.
 
Quando se mudam para uma casa nova é essencial ligarem a dar as leituras na data em que comecam a ser responsáveis pela casa (conforme o contrato de arrendamento ou da escritura da casa). Se nao souberem quem fornece gás na casa nova podem ligar para 0870 608 1524 e para descobrirem quem fornece electricidade devem ligar para o distribuidor da vossa regiao. Mais informacao aqui.
 
O valor mensal varia muito e é natural que no Inverno as contas sejam altas porque o aquecimento neste País é essencial e sai caro. No entanto a maioria das pessoas paga um valor "fixo" mensal durante todo o ano (média da utilizacao anual) para que no Inverno nao custe tanto a pagar as contas.
 
 
Dica 1: Tirem uma fotografia ao contador onde se veja o número de série na data em que se mudaram caso haja algum problema com as leituras ou em identificar o vosso contador ter uma foto ajuda.
Dica 2: Deem as leituras todos os meses se possível para evitarem surpresas desagradáveis com as estimativas.
Dica 3: Leiam as facturas e se nao percebem alguma coisa liguem e perguntem.

domingo, 16 de fevereiro de 2014

Pagar Contas - TV License

Deve ter sido das primeiras cartas que recebemos e tem um tom um tanto ou quanto ameacador. Já tinhamos decidido que nao iamos pagar £145.50 por ano (cerca de £12 por mes) para ver 1 hora ou menos de televisao muito de vez em quando por isso foi só ir a tvlicensing.co.uk/notv e preencher o formulário. Mas se nao conseguem viver sem televisao vao mesmo ter de pagar este valor por ano.
 
Em Portugal o conceito de viver sem televisao é estranho e é engracado ver a reaccao das pessoas quando dizemos que nao temos televisao.
 
Na realidade nós até temos uma televisao. Mas nao tem antena e só é usada ligada ao computador para ver Netflix ou videos no YouTube. O Netflix custa £5.99 por mes e até podem experimentar durante um mes sem pagar nada.


 

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Pagar contas em Londres

Em Setembro com a mudança de casa tivemos de lidar pela primeira vez com contas não incluídas.
 
Council tax, gás, luz, água, internet, telefone e TV license. Nos próximos dias vou preparar alguns posts sobre o assunto.

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Planear Férias

Andamos a adiar a marcação das férias há algum tempo por preguiça e também porque achei que era boa ideia confirmar com o meu novo supervisor se as datas davam jeito. O facto de nao sabermos que destino escolher também não ajudou. Ontem lá me decidi a pesquisar destinos de férias com praias paradisíacas e ao alcance do nosso bolso e descobri Formentera. Já temos voos marcados para Ibiza. Só falta o resto!

domingo, 9 de fevereiro de 2014

Londres

Morar em Londres é num dia de folga sair de casa de manhã com a vaga ideia de ir dar uma volta a Shoreditch e acabar por visitar um museu de borla, almoçar num restaurante Vietnamita em Hackney, ir ao cinema na zona de Canary Wharf e jantar em Soho num bar Mexicano.
 

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Não se pode agradar a todos

Parece-me que uma das supervisoras não ficou muito satisfeita com a minha promoção. Foi a única que ainda não me deu os parabéns. Ela queria que eu me candidate-se para a equipa dela para ajudar o pessoal novo e como vou para outras paragens agora já nem me pede para ajudar como tinha feito nos últimos meses.
 
Numa nota mais positiva, a minha equipa nova continua a tratar-me muito bem e os emails de boas vindas continuam a chegar à minha inbox.

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

É aqui que me sinto em casa

Quando me perguntam se penso em ficar pelo Reino Unido ou se tenho planos para voltar para Portugal não há qualquer hesitação na minha resposta.
 
Portugal infelizmente já não me diz muito. É triste mas é verdade. É em Londres que me sinto em casa. E se o tempo cinzento me faz pensar no assunto só preciso espreitar as notícias em Portugal para me deixar de ideias tontas. Ver barbaridades como o "acidente" do Meco e tudo o que se tem exposto recentemente nos media sobre a Praxe nas universidades entristece-me e por breves momentos chego mesmo a sentir vergonha de ser Portuguesa.

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Viver sem flatmates

Faz agora cinco meses que vivemos num estúdio o que quer dizer que se acabaram as sagas com flatmates. A renda é mais cara e há contas para pagar mas temos vontade de voltar para casa depois de um dia de trabalho e mesmo nas folgas ás vezes sabe bem ficar por casa. A cozinha é enorme e podemos cozinhar quando nos apetece, não se ouvem outras pessoas a conversar, a máquina de lavar a roupa está sempre disponível, somos só nós a sujar a casa e porque estamos numa rua mais sossegada já não se ouvem os carros a passar e não precisamos de fechar as janelas para conseguirmos conversar. Estou a adorar!

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

O processo

Já me tinha passado pela cabeça uma mudança para Londres. Mas por medo de não me conseguir desenrascar e comodismo acabei por ir ficando em Portugal. O meu namorado falava na mudança de país algumas vezes mas eu continuava a resistir à ideia. Há uns meses e após falar com amigos que se mudaram para lá comecei a pensar que talvez uma mudança para Londres não fosse uma má ideia. Foi aí que começaram as pesquisas infinitas no Google. Casas para alugar, quartos, empregos, abrir conta no banco, sistema de segurança social, blogs sobre Londres, etc. A seguir veio a necessidade de confirmar se me sentia bem em Londres. Para me certificar disso tratámos de marcar viagem para Londres na última semana de férias deste ano. Ficámos em casa de um casal amigo no sul de Londres, perto de Canada Water na zona 2. Saímos todos os dias, percorremos alguns pontos da cidade, visitámos a minha madrinha e a minha tia avó, visitámos o "London Dungeon" e o "Museum of Brands, Packaging and Advertising" em Notting Hill. Foi o suficiente para sentir que Londres podia ser a minha casa, pelo menos por algum tempo.

Aos Meus Avós

A vida fica mais pobre quando perdemos pessoas que amamos. Há um vazio que toma conta de nós quando temos saudades porque a possibilidade de estarmos juntos já não existe. Já não podemos matar saudades. É triste mas aprender a viver com a ausência é essencial. Matam-se as saudades em sonhos, desenham-se sorrisos com memórias felizes, tira-se partido do que nos ensinaram e resta-nos a certeza de que um dia alguém nos amou incondicionalmente. Acredita-se que ser feliz é o melhor a fazer por quem nos ama e é para isso que acordamos todos os dias, para sermos felizes.
 

domingo, 2 de fevereiro de 2014

Festejar - Parte II e III

Para sexta-feira já estava combinada uma ida ao pub para um copo ou dois mas como havia motivo para festejar a noite foi mais longa do que o previsto e acabámos a dançar noutro pub perto do trabalho. Foi uma noite super divertida mas a manhã seguinte tinha agradecido mais moderação no consumo de álcool.
 

Sábado foi dia de finalmente festejar com o namorado. O almoço foi uma barrigada de sushi em Camden e pastéis de nata para a sobremesa. Passeámos um bocado para aproveitar o facto de não estar a chover e depois fomos até ao shopping gastar dinheiro numa vela grande e numas almofadas para o sofá.
 

Festejar - Parte I

Quando soube que tinha sido promovida ia estar sozinha em casa depois do trabalho quando só me apetecia sair para festejar. Até que um colega meu se ofereceu para me pagar o jantar e eu resolvi aceitar logo a oferta. Em cinco minutos ele estava à porta de minha casa. Fomos até Southall a um restaurante Paquistanês e a comida era deliciosa. Depois do jantar fomos buscar uma sobremesa a outro sítio mas parecia aletria com sabor a xarope de morango em formato de batido. Não consegui mais do que um golinho!

sábado, 1 de fevereiro de 2014

Ser Promovida

Abriu uma vaga há pouco mais de duas semanas para a equipa de suporte mas eu não tinha a certeza se iria conseguir estar ao nível daquela equipa ou se me iria adaptar a trabalhar numa equipa tão pequena num ambiente mais sossegado e por isso estava a pensar nem me candidatar.
 
No dia antes de acabar o prazo para as candidaturas o supervisor dessa equipa foi perguntar ao meu supervisor se eu me ia candidatar. O meu supervisor veio falar comigo a perguntar se eu estava a pensar nisso e eu disse que não sabia mas que ia pensar no assunto. No dia a seguir o supervisor da equipa do suporte veio falar comigo directamente a dizer que tinham alargado o prazo das candidaturas e a convidar-me para ir passar uma hora com a equipa para ver se gostava do ambiente e do tipo de trabalho. Como gostei do ambiente acabei por enviar o currículo e carta de apresentação no mesmo dia.
 
A entrevista foi marcada para a quarta-feira seguinte. O meu supervisor ajudou-me com a preparação da entrevista, pesquisei em casa sobre as perguntas da praxe e preparei a roupa porque quando temos entrevistas temos de ir todos pipis.
 
Fomos só dois a concorrer para aquela vaga e o outro candidato já tinha concorrido uma vez. Aparentemente ele achava que eu não tinha qualquer hipótese já que quando me desejou boa sorte fez questão de dizer que eu ia mesmo precisar. "Good Luck. You're gonna need it", disse ele.
 
Antes da entrevista eu estava relativamente calma e acho que por isso correu super bem. Consegui dizer tudo o que tinha planeado e mostrar que estava segura de que era a opção certa para aquela posição.
 
A decisão foi anunciada no dia seguinte pela hora do almoço. Durante a manhã os dois entrevistadores pareciam baratas tontas a falarem com alguns supervisores. Pelo que percebi estiveram a ver os registos dos recursos humanos para ver a pontualidade e assiduidade dos dois candidatos e talvez a sondar a opinião dos outros supervisores em relação ao nosso trabalho e atitude.
 
Eu estava em pulgas para saber o resultado. Fui a primeira a ser chamada. E depois de uma breve introdução sobre como tinha corrido a entrevista lá me disseram que me tinham escolhido a mim. Fiquei tão contente que não conseguia parar de sorrir. Como não podia dizer a ninguém até o outro candidato saber o resultado fui até à casa de banho respirar e concentrar-me para parar de sorrir.
 
Felizmente nao demoraram muito e pude dizer o resultado a todos os que me iam perguntando. Durante a tarde saiu um mail a dar a notícia e começaram a chover mails de parabéns. Estou muito feliz porque passado tanto tempo a fazer trabalho de call center  o meu trabalho foi finalmente reconhecido. Custou mas valeu a pena comecar do zero mais uma vez.

De volta ao Blog

Passou 1 ano e 1 mês desde que escrevi aqui pela última vez. Foi o terminar de uma relação com todos os que me seguem, que gostam de saber como é a (minha) vida em Londres, que gostam de passar uns minutos a sonhar com um dia poderem partilhar experiências semelhantes nesta ou noutra cidade fora de Portugal, que usam o blog como fonte de informação para se lançarem à aventura que é uma mudança para o Reino Unido ou que simplesmente gostam de ler o que escrevo.

O blog permitiu-me conhecer algumas pessoas que até hoje fazem parte da minha vida e que ajudaram a escrever esta história que é a minha vida em Londres. Foi também um escape para o turbilhão de emoções que se gera quando se emigra.

Estou de volta.